Meu cabelo é extraordinário

5, janeiro, 2008 - 3 Respostas

Eu já falei pra vocês o quanto a minha vida é difícil?
Ser tão linda assim não é fácil. Ainda mais quando se tem regeneração espontânea como eu.
Por exemplo, usar brincos é uma dificuldade. Toda vez que vou trocar de brincos tenho que furar a orelha de novo, pois os furos fecham.

Outra coisa complicada é que eu não posso ter uma tatuagem lindinha e feminina como a maioria das meninas.
É por isso que sempre uso muitos penteados diferentes, a única coisa que consigo mudar em mim mesma é o cabelo.
E como não preciso me preocupar com os perigos do formol na escova progressiva, ou com os produtos tóxicos em determinadas soluções e tratamentos pro cabelo, me divirto bastante com minhas madeixas. Olha alguns dos penteados que eu usei:

Eu sou tão infeliz. Minha vida é tão triste. Eu queria tanto ser normal. Eu só queria ser uma pessoa comum com uma vida ordinária.

*\*\o B
o/*/* E
*_o/* I
*\o_* J
*\o/* O

Anúncios

Animando na greve

19, dezembro, 2007 - 5 Respostas

Eu não podia ficar fora dessa. Tem muita coisa pra acontecer na minha vida e eu não tenho a menor idéia do que será. Então resolvi aderir ao protesto dos roteiristas.

Levei os meus pompons, coloquei meu uniforme e comecei a agitar:

ME DÁ UM D *_o/*
ME DÁ UM I *|o|*
ME DÁ UM R o/*/*
ME DÁ UM E *\*\o
ME DÁ UM I *\o_*
ME DÁ UM T *_o_*
ME DÁ UM O *\o/*

Os roteiristas cantaram uma musiquinha super animada enquanto eu agitava os pompons.
Depois meu pai chegou e me levou embora. Disse que eu estava chamando muita atenção.
Dessa vez eu nem achei ruim, porque logo depois que ele me enfiou dentro do carro eu vi a maluca da Elle chegando em um carro alegórico do Slusho.

Acho que pude ajudar os roteiristas hoje. O que será que eles planejam pra mim?

*\*\o B
o/*/* E
*_o/* I
*\o_* J
*\o/* O

Shopping e Pompons

12, dezembro, 2007 - 4 Respostas

Um dia desses o Sylar me encontrou aqui. Fiquei apavorada. Acho que tio Peter está ocupado com alguma coisa, porque não teve nada de “Salve a líder de torcida, salve o mundo” dessa vez. Eu sei que como sempre papai controlou a situação e deu um jeito de me salvar.

Papai está impossível. Cada dia mais controlador. Ontem eu disse que queria ir ao Shopping comprar um par de pompons novos. Os meus estão gastos. Ele disse que eu não podia sair. Falou que se eu quisesse minha mãe poderia comprar. E então ele começou com todo aquele discurso de que eu sou rebelde, que tenho que me esconder. Poxa, pera aí também. Eu não posso fazer nada? Tenho que ficar aqui dentro de casa o dia inteiro cortando meus dedos pra alimentar o Mr. Muggles?

Acho que eu estava de TPM (sim, mulheres que regeneram também sangram) pois não aguentei o papai dessa vez. Lembram o dia que ele quis me amarrar com silvertape? Adivinhem só?

Depois que “controlei” o nervosismo de papai fui ao shopping e comprei meu par de pompons. No caminho do shopping tive a impressão de estar sendo seguida. Achei que era aquela louca da Elle de novo. Ainda mais que estava tendo uma ação promocional do Slusho e tavam distribuindo a bebida gratuitamente para todos no Shopping.

Quando eu tava saindo West apareceu. Ele veio de repente: VUPT! E me levou pra sobrevoar a cidade. Eu adoro o West porque ele me deixa nas nuvens. Mas ainda estou pensando o que vou fazer à respeito do cabelo dele.

Chegando em casa papai tinha conseguido se soltar da silvertape com algum desses golpes ninjas que ele sabe.

Não posso nem falar como foi. Ainda bem que eu regenero.

*\*\o B
o/*/* E
*_o/* I
*\o_* J
*\o/* O

O dia que matei minha vida social.

7, dezembro, 2007 - 18 Respostas

Eu não quero falar sobre o passado hoje. Eu quero só ter uma vida normal.
Então vamos falar sobre as novas coisas que estão acontecendo.

Estou em uma nova escola. Aqui eu não sou popular. E papai também não quer que eu seja popular. Ah! Por falar em papai ele me deu um carro! Eu amo o papai por ter me dado um carro. Vou poder ir sozinha pra escola agora.

No mesmo dia, quando eu estava atravessando o portão quase fui atropelada! Papai me olhou de longe furiosíssimo. Papai sempre está bravo comigo e sempre desaprova tudo o que faço. Que saco! Larga do meu pé!

Lá no colégio eu estava brincando com fogo e o mesmo garoto que quase me atropelou sentou do meu lado. Ele veio com uma conversa esquisita e eu dispensei logo, afinal ele tinha um corte de cabelo horrível. Pior que o do meu tio. Sim, era tão ruim assim.

Aí na aula de educação física eu estava jogando peteca e umas líderes de torcida começaram a implicar com a minha colega. Eu a defendi e sobrou pra mim. Mandaram eu dar um duplo twist carpado. Mas eu lembrei do que papai disse e preferi ficar na minha. Foi uma grande humilhação.

Depois que todos deixaram o ginásio eu não resisti e dei meu duplo twist carpado sozinha. Quando eu caí, tava sem colchão e eu quebrei a perna. :/
Odeio quebrar a perna. Prefiro quebrar o braço. É menos esquisito.

E quando eu tava lá colocando minha tíbia no lugar, quem aparece?

O CORTE DE CABELO RIDÍCULO!

Será que ele tá me seguindo? O que me dá mais raiva é que ele é bem bonitinho, mas aquele corte de cabelo…

Chegando em casa uma cena horrorosa. Mamãe deu um beijo de língua no Mr. Muggles! ÉCA! E o pior que isso é culpa do papai que não pára em casa.

A minha vida é tão esquisita. Queria tanto ser normal…